Mapa Química Exp 2021       ⇩Role a tela para baixo⇩   Página Inicial clique aqui

​Atividade Mapa de Química Experimental - QE

Engenharia Híbrida Unicesumar

Módulo 53/2021


Ofereço um serviço de acompanhamento durante toda a disciplina para alunos da Engenharia Híbrida Unicesumar. O preço é acessível e o trabalho é sério, direcionado para quem quer aprender o conteúdo de verdade. O custo é de apenas R$250 por disciplina, este é o custo para o módulo todo e pode ser parcelado. Contratando simultaneamente duas disciplinas tem desconto e o custo é de apenas R$350 para o pacote com as duas disciplinas. Caso tenha interesse em contratar meus serviços e queira mais informações sobre meu trabalho entre em contato comigo: 

                                             

Disciplinas que estou acompanhando no módulo 53 de 2021:  Química Geral e Inorgânica, Química ExperimentalGeometria Analítica e Álgebra Linear

 
Disciplinas que acompanho: Geometria Analítica e Álgebra Linear, Cálculo Diferencial e Integral I, Cálculo Diferencial e Integral II, Física I, Física II, Cálculo Numérico, Estatística, Resistência dos Materiais e Fenômenos de Transporte.


Mapa de Química Experimental 53/2021

1) INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE EM UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA.
Esse trabalho apresenta o estudo desenvolvido na Estação de Tratamento de Água do Rio das Velhas – ETA, de propriedade da COPASA – Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte) para avaliar a utilização de instrumentação analítica para fins de controle do processo de coagulação e desenvolver modelos que, associados a técnicas de controle, possam ser utilizados para se efetuar o controle automático da dosagem de coagulante.
Foram identificadas como variáveis que influenciam o processo de coagulação a vazão de água afluente à ETA (água bruta), a turbidez e a cor verdadeira da água bruta e o pH de coagulação.
Disponível em: <https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/HSAA-6B6PU3/1/490m.pdf>.
Acesso em 24 de maio de 2021.
2) A INFLUÊNCIA DAS ATIVIDADES MINERADORAS NA ALTERAÇÃO DO PH E DA ALCALINIDADE EM ÁGUAS FLUVIAIS: O EXEMPLO DO RIO CAPIVARI, REGIÃO DO CARSTE PARANAENSE.
As atividades de mineração causam vários tipos de impactos ao meio ambiente. Este trabalho apresenta um estudo de impacto sobre recursos hídricos superficiais desenvolvidos numa bacia hidrográfica na região metropolitana de Curitiba (PR), onde se observaram modificações no pH e na alcalinidade nas águas do rio Capivari ocorridas num intervalo médio de doze anos. Foram avaliados 387 dias de amostragem da série 1986/1987 e 1.095 dias da série 1998/2000. Comparando-se as duas séries, observou-se que, ao longo deste período (1986-2000), a média do pH elevou-se, em média, 0,5 unidade, enquanto a alcalinidade aumentou em 15%. De 1980 a 2001, as áreas de mineração desta mesma bacia tiveram uma expansão de aproximadamente 47.000 m 2 /ano. Avaliações ao longo do rio revelaram, nos locais à jusante e mais próximos das pedreiras, que o pH apresenta valores mais altos, tornando-se alcalino, e a condutividade elétrica aumenta. Esses dados confirmam a hipótese de que a expansão das áreas de mineração provocaria alterações nos valores de pH e de alcalinidade das águas do rio Capivari.
Disponível em:
<https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/574518/1/ainfluenciadasativida
desmineradorasnaalteracaodoph.pdf>. Acesso em 24 de maio de 2021.3) APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES ALCALINAS PARA REALCALINIZAÇÃO DE CONCRETOS CARBONATADOS: UMA ALTERNATIVA PARA PONTES DE CONCRETO ARMADO.
A corrosão é um mecanismo de degradação que ocorre, com maior frequência, no concreto armado, sendo a carbonatação um dos principais agentes iniciadores deste mecanismo de degradação. A realcalinização pode ser descrita como o processo inverso da carbonatação, ou seja, visa elevar o pH do concreto e repassivar as armaduras contidas em seu interior. O presente estudo tem por objetivo a análise da aplicação de três soluções aquosas em corpos de prova (CPs) de concretos carbonatados. Para tanto, foram confeccionados corpos de prova padrão, que foram levados à câmara de carbonatação. Posteriormente, estes foram submetidos à realcalinização através da aplicação de três soluções alcalinas. Foi verificado se as amostras estavam secas e devidamente limpas. As soluções de carbonato de sódio (Na2CO3), hidróxido de sódio (NaOH) e hidróxido de potássio (KOH), foram aplicadas
de quatro maneiras distinta. Os métodos de aplicação foram, aplicação diretamente sobre o concreto em cinco demãos com o auxílio de um pincel, aspersão por 1 dia, aspersão por 3 dias e imersão dos corpos de prova em solução. Por fim, com o objetivo de averiguar a eficiência do processo de realcalinização, os CPs foram testados novamente e sofreram aspersão de uma solução de fenolftaleína para verificação das regiões ainda carbonatadas. Tanto a solução de carbonato de sódio quanto a aplicação com o pincel se mostraram ineficientes. A solução de hidróxido de potássio por imersão resultou na realcalinização de toda a camada carbonatada, sendo o resultado mais eficiente.
Disponível em: <http://sinicesp.org.br/44rapv/trabalhos/TrabalhoFinal_210.pdf>. Acesso
em 25 de maio de 2021.
4) ESTUDOS DA POLPAÇÃO KRAFT, BRANQUEAMENTO E REFINO DE EUCALYPTUS GRANDIS
X EUCALYPTUS UROPHYLLA.
A indústria de polpa de celulose kraft de eucalipto no Brasil possui grande importância para a economia do setor de celulose e papel. Os parâmetros de carga alcalina e de temperatura devem ser controlados durante o processo de polpação e otimizados para que se obtenha polpa de alta qualidade e alto rendimento. A etapa de refino é uma das que mais consome energia nas indústrias e deve ser bem controlada para a economia de custos, podendo-se atrelar as variáveis de cozimento com a necessidadede refino da polpa. Deste modo, o objetivo deste estudo é avaliar a influência da carga alcalina e da temperatura da polpação kraft de eucalipto na branqueabilidade e refino.
Disponível em:
<https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/132735/000855548.pdf?sequen>.
Acesso em 24 de maio de 2021.
Com a leitura foi possível identificar a importância da medida de pH nos diversos campos das áreas da Tecnologia, promovendo melhoria nos processos, identificando variáveis que podem interferir de modo positivo ou negativo no contexto analisado, atuando no controle automatizado de dosadores de reagentes que interferem em medidas de pH, até mesmo na redução de custos relacionados a processos produtivos.
Desta forma, é fundamental que profissionais que atuam em áreas tecnológicas saibam não somente o que representa uma medida de pH, ou como inferi-la, mas entender a representatividade desta medida, o que o seu número representa e quais outros valores podem ser mensurados a partir dela, como por exemplo, medidas de concentração, acidez, alcalinidade.
Ainda, percebemos que os trabalhos acima são apresentados na forma de estudos de caso de um setor específico de áreas correlatas, artigos científicos relacionados ao tema, trabalhos de conclusão de curso, dissertações, monografias, teses, que concede um título a um profissional. Ao analisar estes trabalhos, percebemos que são apresentados de forma sistêmica e organizada, respeitando itens obrigatórios, tais como introdução, objetivos, referências, entre outros elementos, conforme explanado no livro de nossa disciplina. O desafio diário de um profissional que atua com tecnologia é prover melhorias a processos, sistemas, e a maneira requerida em seu dia a dia, na proposição de tais mudanças é por meio de documentos semelhantes as métricas utilizadas pelos profissionais acima mencionados e que é explanada ao longo de nosso curso: o Relatório Técnico.
Em nossa atividade M.A.P.A. iremos colocar a mão na massa! Iremos entender os conceitos de pH na prática e iremos sistematizar os objetivos, procedimentos, resultados, no formato de um relatório técnico, com a mesma estrutura e tópicos que é apresentado em nosso livro didático.
Vamos entender a parte experimental?SUCO DE REPOLHO ROXO: INDICADOR ÁCIDO-BASE NATURAL.
Nossa prática consistirá em um experimento de química experimental no qual produziremos um indicador ácido-base natural, o suco de repolho roxo, e observaremos seu comportamento frente a diferentes soluções de uso cotidiano, tornados com caráter ácido ou básico, sendo identificados por medidas de pH. Todo o experimento deverá ser realizado em casa! Para realizá-lo você deverá seguir todas as orientações fornecidas no enunciado. É necessário relatar o experimento, escrevendo todas as observações feitas e explicando o resultado final e, por fim, registrar o experimento por meio de fotos.
DESCRIÇÃO DO EXPERIMENTO: IDENTIFICAÇÃO DE ÁCIDOS E BASES COM SUCO DE REPOLHO ROXO (INDICADOR ÁCIDO-BASE NATURAL).
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Um repolho roxo Cinco a seis folhas de repolho roxo

Um litro de água 50 mL de vinagre
Um liquidificador 50 mL de suco de limão puro
Um coador 50 mL de leite
Uma jarra 50 mL de água sanitária
Seis copos transparentes 50 mL de água pura
Uma colher de café de sabão em pó diluído em 50 mL de água (coar se necessário)
Obs.: necessários etiquetas adesivas e canetas.
O PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL PODE SER DIVIDIDO EM ETAPAS:
1) Bater no liquidificador de 5 a 6 folhas de repolho roxo com aproximadamente 1 litro de água, obtendo-se uma mistura heterogênea de suco de repolho roxo e bagaço.
2) A mistura deve ser coada para remover o bagaço. O suco de repolho roxo obtido deve ser guardado em uma jarra e mantido na geladeira, devendo ser retirado apenas alguns minutos antes da sua utilização.
3) Os seis copos transparentes devem ser etiquetados para a identificação das substâncias testadas (vinagre, suco de limão, leite, água, sabão em pó e água sanitária).
4) Deve ser adicionado todo o volume de cada substância (50 mL) em seu respectivo copo. Observe as cores das seis substâncias, anote e faça uma fotografia com os seis copos um ao lado do outro.
Obs.: as fotos deverão ser tiradas tornando evidente as etiquetas presentes nos copos que, obrigatoriamente, deve conter além do nome do composto, seu nome completo.
5) Em seguida, deve ser adicionado aproximadamente 50 mL de suco de repolho roxo em cada um dos seis copos, misturando cada uma das misturas com a sua colher correspondente (não se deve utilizar uma colher em mais de uma solução).
6) Após alguns minutos, observe as cores das seis soluções, anote e faça uma fotografia com os seis copos um ao lado do outro.
Feita a parte experimental, é a hora de organizar seus resultados, realizados nos moldes de um relatório técnico. No relatório, além de padronizar os materiais, reagentes e procedimentos, você deverá contemplar os seguintes assuntos, nos lugares que forem pertinentes a cada um:

  • Definir o que é um ácido.

  • Definir o que é uma base.

  • indicadores.Definir o que que são indicadores de ácido/base, apresentando outros

  • Definir o que é pH, demonstrando as faixas ácidas, neutras e ácidas.

Sua atividade deverá ser organizada no template disponível em, no máximo, seis páginas, contendo as fotos e as informações solicitadas a seguir:
i. Descreva os objetivos da prática.
ii. Apresente todos os elementos descritos em nosso livro que apresenta o relatório técnico. Entenda cada uma de suas partes a fim de que possa disponibilizar cada conceito na etapa que se é esperada.
iii. Escreva todas as observações feitas durante a execução do experimento.
iv. Explique o resultado final do experimento.
v. Registre cada fase do experimento, apresentando: o indicador natural, a fase inicial e final do experimento. Insira no seu arquivo no local apropriado.
vi. O suco de repolho roxo consiste em um indicador natural ácido-base, pois apresenta variações de coloração quando em contato com soluções de pH distintos. Tire uma foto do suco de repolho roxo para mostrar sua coloração.Pesquise na literatura sobre essa experiência e compare com seus resultados, indicando quais substâncias são ácidas, quais são neutras e quais são básicas.
Obs.: esses conteúdos deverão ser apresentados em formato de texto corrido. Se atente em qual parte do relatório (Introdução, Objetivos, Métodos, Resultados, entre outros) cada texto produzido por você será incluso.

telegram.jpeg
whatsapp.png